Investimento em Tecnologia e Capacitação Técnica

Equipe com vasto Conhecimento Técnico e Profissional

Eficácia na Defesa dos Interesses de nossos Clientes

Artigos

Consumidor deve estar atento às tarifas cobradas pelas instituições financeiras

Consumidor deve estar atento às tarifas cobradas pelas instituições financeiras e pesquisar qual pacote de serviços melhor se encaixa em seu perfil, os bancos são obrigados a deixar claro aos consumidores todos os serviços cobrados, além de oferecerem pacotes que contenham os chamados serviços essenciais. O banco, seguindo as regulamentações do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central, não pode cobrar tarifas pelos serviços considerados essenciais.

Veja o que não pode ser cobrado pelo banco:

- Fornecimento de cartão com função débito;
- Fornecimento de segunda via do cartão de débito, salvo se decorrente de perda, roubo, furto, danificação e outros motivos não imputáveis ao banco;
- Realização de até 4 saques, por mês, em guichê de caixa, inclusive por meio de cheque ou de cheque avulso, ou em terminal de autoatendimento;
- Realização de até duas transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês;
- Fornecimento de até 2 extratos, por mês, contendo a movimentação dos últimos 30 dias;
- Consultas pela internet;
- Fornecimento do extrato consolidado, discriminando, mês a mês, os valores cobrados no ano anterior relativos a tarifas (deve ser fornecido até 28 de fevereiro de cada ano);
- Compensação de cheques;
- Fornecimento de até 10 folhas de cheques por mês, para clientes que possuem os requisitos para sua utilização;
- Prestação de qualquer serviço por meios eletrônicos, no caso de contas cujos contratos prevejam utilizar exclusivamente meios eletrônicos. Cabe destacar, ainda, que só é permitida a cobrança de serviços previamente informados, com antecedência de 30 dias, ou 45 dias se relacionada a cartão de crédito.

<< Volte para a página anterior